(21) 3529 1007 contato@ammadvogados.com

AMM Advogados na Mídia! Mais uma vez o sócio Leandro Antunes é entrevistado sobre a ação trabalhista que as viúvas do Chapecoense movem em face do clube.

VIÚVAS DO CHAPECOENSE ENTRAM COM AÇÃO TRABALHISTA CONTRA O CLUBE. ADVOGADO TRABALHISTA LEANDRO ANTUNES COMENTA SOBRE O ASSUNTO 18 de março de 2017 Arquivo Pessoal Quatro meses após acontecer o acidente com o avião que levava a equipe do chapecoense cair na Colômbia, que deixou 71 pessoas mortas entre jogadores e profissionais da imprensa, algumas viúvas entraram com ação contra o clube por não concordarem com acordos e valores pagos de indenizações dos seus falecidos. Todas as famílias dos jogadores já foram indenizadas pela confederação, elas querem receber direitos de imagens, premiações e alegam querer pensão por danos morais e entendem que o ocorrido foi acidente de trabalho. O advogado especialista em direito trabalhista Dr. Leandro Antunes, sócio no escritório  Antunes & Mota Mendonça Advogados esclarece algumas dúvidas ao site Vitrine esportiva. VE: O clube Chapecoense nega responsabilidade com o acidente e afirma que o pagamento é feito pelo valor pago em carteira? E como a justiça deve se posicionar? Dr. Leandro Antunes: O clube na verdade alega que a responsabilidade pelo acidente não é dele, mas sim da companhia aérea boliviana Lâmia. O clube entende que já pagou todos os direitos devidos, eis que se baseou exatamente no previsto na carteira de trabalho. VE: O acordo que foi proposto às viúvas pela seguradora, não seria melhor aceitá-lo do que entrar em uma briga judicial? Dr. Leandro Antunes: A grande questão é que as viúvas entendem que são detentoras de quantias bem maiores do que as oferecidas/pagas. VE:Quais são os direitos dessas viúvas? Dr. Leandro Antunes: Em nível de direitos trabalhistas, elas receberam as verbas indenizatórias devidas, direito de imagem,...

AMM Advogados na Mídia! Dia do Consumidor.

Hoje, dia 15 de março, é Dia do Consumidor! E em entrevista para o programa Mais Você da TV Globo, o sócio Rafael Mendonça, especialista em Direito do Consumidor, falou sobre os riscos de emprestar seu nome para compra de terceiros. Confira a reportagem na íntegra acessando o vídeo abaixo: http://gshow.globo.com/programas/mais-voce/episodio/2017/03/15/ana-maria-recebe-ex-bbb-roberta-e-fala-sobre-o-perigo-de-emprestar-o-nome.html#video-5725533 AMM...

AMM Advogados na Mídia! Em reportagem à Band News TV, o sócio Rafael Mendonça, comenta a importância de realizar o Boletim de Ocorrência caso haja a perda de documentos.

Carioca luta na Justiça para provar que está vivo Morador de rua encontrou documentos perdidos em bloco de Carnaval e foi enterrado com identidade do comerciante José Luiz de Freitas Veja a reportagem na íntegra acessando o link abaixo: http://video32.mais.uol.com.br/16162441.mp4?ver=2&r=//mais.uol.com.br O comerciante carioca José Luiz de Freitas, de 52 anos, tenta driblar a burocracia desde 2011 para provar na Justiça que está vivo. A história inusitada foi contada pela repórter Mariana Procópio, da BandNews TV. A confusão começou quando José Luiz perdeu a carteira de identidade em um bloco de Carnaval. Ele chegou a tentar prestar Boletim de Ocorrência, mas desistiu porque a delegacia estava muito cheia. No fim de 2011, ele descobriu que estava “morto”, porque um morador de rua encontrou os documentos e quando morreu, foi enterrado com o nome de José. Desde então, José Luiz tenta provar o erro. O cartório afirmou que o atestado de óbito só será desfeito quando a identidade do morador de rua for descoberta. A Polícia Federal investiga o caso. Alguns órgãos, como a Receita Federal e o Ministério do Trabalho, já reconheceram o erro de identificação. Fonte:...